Como fazer gel desinfetante para as mãos

by

Hoje assistimos a OMS declarar que existe uma pandemia global de Covid 19, o Coronavírus. Uma nova gripe muito contagiosa e de rápida evolução do quadro clínico. A responsabilidade de prevenir é de cada um. O que podemos aprender das antigas pandemias que assolaram o mundo? Prá começar, lavar as mãos e depois um pouco de “Mistura de Ladrão”.

Certamente há alguma verdade no velho ditado: “mantenha a calma e lave as mãos”. A tradicional barra de sabão ainda é a melhor forma de lavar as mãos. O sabão não apenas lava a sujeira, mas também é um desinfetante poderoso, capaz de eliminar bactérias, fungos e até amebas. Então, antes de darmos a receita para o gel confira também Como Fazer Sabão aqui no blog e lembre-se da técnica de lavar bem as mãos. 

natural soap

Mas nem sempre temos acesso a água e sabão, e quando você estiver na rua, na escola, ou no trabalho, um desinfetante para as mãos pode ser útil. Desinfetantes para as mãos à base de álcool podem reduzir rapidamente o risco em algumas situações, mas lembre-se que a simples higienização não elimina todos os riscos, e se você sente que está com gripe, o melhor é não expor as outras pessoas. Faça um plano com a família para que possa ficar em casa enquanto se recupera. Lembre-se também que clínicas e hospitais existem para os casos mais graves.

A maneira mais eficaz de usar o desinfetante para as mãos é primeiro lavar as mãos com sabão e depois aplicar o gel desinfetante. 

A Receita

Esta receita usa álcool isopropílico, à base de etanol, para fazer um gel que pode ser melhor espalhado na pele. Álcool (também chamado de cirúrgico) é uma solução feita de álcool isopropílico e água. Você precisará de:

  • uma xícara de álcool (70%)
  • meia xícara de gel de babosa 99% (para hidratar a pele)
  • Uma garrafinha plástica

Opcional: 50 gotas da “Mistura de Ladrão ou óleo essencial de lavanda para crianças (calmante) ou eucalipto (desinfetante).

O que é “Mistura de Ladrão”?

Acredita-se que a mistura de óleos essenciais que ficou conhecida como “Mistura de Ladrão” seja um forte desinfetante natural. Tão forte que conseguia afastar a peste no século XIV. Curiosamente, essa mistura foi criada por ladrões.

Havia quatro conhecidos ladrões que se protegeram da peste com cravo, alecrim, limão e canela enquanto roubavam vítimas da doença fatal.

Quando o rei soube da história dos ladrões, ele quis saber o segredo deles. Os ladrões foram apanhados e levados perante o rei. Ele lhes deu a opção de compartilhar seu segredo de “imunidade” ou serem queimados na fogueira. Eles decidiram compartilhar seu segredo. O rei imediatamente postou a fórmula secreta dos ladrões por toda a cidade. E aqui está!

Parte 1: Misturando o óleo essencial dos ladrões

Em uma garrafinha de 15 ml (de cor azul ou amarela), adicione os óleos essenciais:

40 gotas de óleo de cravo-da-índia, que é analgésicos, antibacteriano, antifúngico, anti-inflamatório, um forte anti-séptico e um estimulante imunológico.

35 gotas de óleo de limão, que contém um poderoso antioxidante chamado d-limoneno, associado à função saudável do sistema imunológico.

20 gotas de canela, um antibacteriano, antifúngico, anti-inflamatório, antimicrobiano, antiviral e antiparasitário.

10 gotas de alecrim, que é analgésico, antibacteriano, antifúngico, anti-infeccioso e também expectorante.

Meu ajuste favorito é a adição de 15 gotas de óleo essencial de eucalipto, analgésico, antibacteriano, anti-infeccioso, antiviral e expectorante.

Eucalyptus

Parte Dois: Fazendo o Desinfetante para as Mãos

  1. Misture delicadamente o álcool e o gel de babosa em uma tigela.
  2. Adicione a Mistura de Ladrão (óleos essenciais)
  3. Despeje em várias garrafas de esguicho.
  4. Rotule e date as garrafas .
  5. Guarde longe da luz solar direta (a luz degrada a qualidade dos óleos)

Use conforme necessário para remover os germes das mãos.

E o sabão antibacteriano?

Um estudo realizado pela Universidade da Califórnia descobriu que apenas a infusão de sabão comum com compostos químicos como Triclocarban ou Triclosan são normalmente usados para criar os chamados  “sabonetes antibacterianos”. A agência americana FDA (a ANVISA de lá) declarou recentemente que há pouca evidência de que os sabões com infusão de Triclosan ou Triclocarban sejam mais eficientes na remoção de germes do que sabão comum. Em resposta aos duvidosos benefícios dos sabonetes antibacterianos, a FDA  instituiu na proibição de sabonetes que contém ingredientes antibacterianos, alegando que não há benefícios suficientes para merecer a inclusão das substâncias. 

Portanto, não caia em mais essa galinha dos ovos de ouro. Quando se trata de lavar as mãos, sabão comum e água com frequência, e você vai ficar bem.

sabão

%d bloggers like this: