Guia para plantas companheiras

by

Uma das características de um jardim permacultural é a sua diversidade. A produção de diversas espécies no mesmo canteiro é conhecida como “plantas companheiras”.  Muitos jardineiros orgânicos  sabem que certas plantas agem como parceiras para outras, alcançando um equilíbrio ecológico. Um canteiro assim pode parecer desorganizado para olhos acostumados a uma agricultura monótona, mas este “caos” aparente é fundamental em um jardim equilibrado com a natureza.

O companheirismo das plantas reduz as perdas com “pragas” e “doenças”, melhorando a saúde, a produção e as condições do jardim, resultando em alimentos mais completos.

Um canteiro de plantas companheiras funciona de várias maneiras: As secreções radiculares das plantas transferem nutrientes para outras. O contato entre os galhos e folhas de diferentes espécies causa a secreção de óleos essenciais, produzindo aromas que repelem insetos danosos. Algumas espécies completam seu ciclo de vida e morrem, disponibilizando nutrientes e matéria orgânica para as demais.  Assim, para melhores resultados, é importante misturar as variedades no mesmo canteiro.

DSC00220.jpg

Observando a evolução da sua horta você pode notar as reações a certas combinações. Observe também o comportamento dos predadores, e como as plantas os afetam. Lembre-se de conversar com os vizinhos jardineiros sobre suas experiências na localidade.

plantas companeiras.jpg

Existem parcerias tradicionais, utilizadas por séculos pelos jardineiros do mundo, tais como tomates juntos ao manjericão e o alho, que vão bem no jardim e na panela! Também existem parcerias incompatíveis, que devem ser evitadas.

DSC00370.jpg

Aproveite o plantio! Siga-nos Permacultura na mesa

%d bloggers like this: