10 motivos para mudar sua escola por mais sustentável!

1 – O futuro começa na escola.

” Se planejar para um ano, plante arroz! Se planejar para 10 anos plante árvores! So planejar para 100 anos eduque as pessoas”. Quantos estudantes, após uma aula teórica, conseguem compreender a matéria? Quantos outros precisam praticar, tocar, experimentar uma idéia antes de concretizá-la?

2 – O ensino aberto é mais humano.
Quando todos, alunos e educadores são envolvidos como parceiros na escolha do aprendizado alcançam maior sucesso. Nos métodos de ensino onde um ambiente positivo é criado todos são incentivados a assumir suas próprias vidas, aumentando assim o nível de responsabilidade sobre seu próprio saber.

dsc5008

3 – É importante quebrar o preconceito com o trabalho na terra.
Um jardim pode ser um laboratório vivo que ajuda na compreensão do currículo escolar. Através dele é possível aprender matemática, ciências, história e literatura. Mas, para muitos a horta é um ambiente hostil. Encontram-se insetos, terra e tarefas que podem carregar conotações negativas. Infelizmente no Brasil a jardinagem tem um estigma de trabalho sujo e sem valor. O plantio, por exemplo, pode ser uma tarefa que alguns tentarão evitar, pois envolve o contato direto com o solo. Mas a superação desta resistência inicial acontece e logo todos passam a se divertir com a terra. É bonito e enriquecedor ver a cultura da jardinagem crescer com a turma.

4 – Cuidar das florestas deve ser prioridade.
Atualmente, nós estamos presenciando a perda do maior tesouro biológico na terra: a floresta tropical úmida. As florestas tropicais já cobriram 14% da superfície do nosso planeta. Agora cobrem meros 6% e seguindo a taxa de destruição atual elas podem ser consumidas por completo nos próximos 40 anos. Por isso, educar as crianças para terem uma consciência ecológica é primordial.

5 – Somos alguns dos guardiões da floresta amazônica.
A floresta amazônica cobre mais de meio bilhão de hectares, passando pela Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Brasil. A força da vida na floresta vem do poderoso rio Amazonas, com 6.000 quilômetros de distância e disparado o maior sistema fluvial do planeta. Mais de dois terços de toda água fresca do mundo está nos rios da bacia. Tudo isso está sendo destruído por causa do desflorestamento, da mineração, das hidrelétricas e da cobiça pela terra. Menos floresta significa menos chuva, menos oxigênio para respirarmos e aquecimento global. Como guardiões da floresta amazônica temos o dever de educar nossas crianças para entenderem a importância do patrimônio ambiental.

6 – É preciso aproveitar o que a natureza nos oferece com consciência.
Atualmente a humanidade depende de combustíveis fosseis como petróleo, carvão, gás e energia nuclear, para a geração de energia elétrica. Só que esse combustíveis não são renováveis, ou seja, acabam. Isso gera poluição do ar, mudanças climáticas, perda irreparável de recursos e ainda causam conflitos internacionais. Porém, hoje já existem diversos sistemas de energia renovável que usam o sol, o vento, a água e a biomassa como fonte. Basta educação para que eles comecem a ser usados em larga escala. Você sabia que em uma hora a quantidade de energia solar que alcança a terra seria suficiente para satisfazer todas as necessidades de energia do mundo? Pois então. É preciso que as pessoas saibam como e porque é importante mudar.

educ

7 – É preciso parar de destruir.
Se hoje for um dia normal os humanos irão:
– despejar 15 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera.
– destruir 170 km2 de florestas tropicais.
– perder 71 milhões de tonelada de solo fértil.
– extinguir de 40 a 100 espécies.

8 – Precisamos dividir melhor os recursos.
O primeiro mundo tem hoje 25% da população do planeta, mas consome 75% da energia, 70% dos alimentos em grãos, usa 89% do orçamento mundial para educação, tem 83% de todo produto interno bruto (PIB), controla 95% da ciência e da tecnologia do mundo, tem 92% das indústrias e produz 80% do lixo. Pessoas com consciência ecológica e social, vivendo de forma sustentável podem reverter esse quando.

dsc5100

9 – Os modelos centrados no estudantes são fundamentais para a criação de uma consciência sustentável.
Esse modelo (ainda considerado alternativo) de ensino oferece processos interativos que podem ajudar os estudantes a se sentirem responsáveis por seu aprendizado, desenvolvendo habilidades. Esse modelo de educação oferece ferramentas para restabelecermos o controle sobre o aprendizado, dirigindo nosso futuro para a sustentabilidade.

10 – Precisamos de uma verdadeira educação ambiental.
A verdadeira educação ambiental só acontece na vivência prática com o ambiente, descobrindo nosso impacto sobre a natureza e nosso potencial de restauração.

escola sus

Dica: veja  PBCinho – as crianças na ação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s