Em espiral até o céu -Espirais de Ervas

No projeto permacultural, a espiral de ervas é posicionada tradicionalmente o mais próximo possível da cozinha. No 

jardim, 

uma 

espiral 

de 

ervas 

pode 

ser 

criada 

 para 

 celebrar 

 os 

 padrões. 

 A 

 medida 

 em 

 que 

 a 

 espiral 

 sobe, 

 os 

 espaços e as 

 bordas 

 aumentam 
criando 

diferentes 

microclimas. As ervas são usadas para cura, cozinha e bebidas saudáveis, portanto o acesso fácil é muito desejável. Se o pátio da sua casa é pequeno, uma série de espirais de ervas pode ser o jardim ideal, pois são bonitas e economizam muito espaço, sem deixar de produzir.

espirais

Plante 

 as 

 ervas 

 considerando 

 os 

 microclimas 

 disponíveis. 

 O 

topo 

da 

espiral 

tende 

a 

ser 

seco, 

 

enquanto 

que 

a 

base 

 tende 

 a 

 ser 

 úmida, 

 ou 

 mesmo 

 pantanosa. 

 Enquanto 

 houver 

 bastante 

 sol 

 em 

 um 

 dos 

 lados, 

 haverá 

 sombra 

 no 

 outro. 

 Conheça 

 

 as 

 ervas 

 e 

 suas 

 necessidades 

 de 

 crescimento. 

 

Assim 

 poderá 

 posicioná-las 

 no 

 mi- croclima 

ideal. 

Se 

não 

acertar 

da 

primeira 

vez, 

tente 

 novamente.

spirals

Certas plantas têm utilizações específicas. Para auxiliar no plantio, você precisa pensar nas características das plantas, como, por exemplo, a altura, a largura, formato e cor. Conhecer as características das plantas vai ajudar a alcançar melhores resultados para o seu jardim.

DSC_0010_1_2

Dica: Experimente estas ervas ❤

Alecrim (Rosmarinus officinalis) Uso: Melhora a circulação do sangue, contra hemorróidas, feridas e úlceras. Fazer chá dos ramos com folhas.

Confrei (Symphytum) Uso: cicatrização de feridas, cortes e queimaduras. Fazer chá e lavar o local, aplicar cataplasma ou fazer pomada.

Endro (Anethum graveolens) Uso: contra inflamações na boca e garganta, alivia dores intestinais, gases e acidez do estômago. Fazer chá.

Hortelã  (Mentha sp.) Uso: prisão-de-ventre, digestivo, tônico, contra vermes. Fazer chá das folhas.

Mil-folhas (Achillea millefolium) Uso: inflamações, miomas, hemorróidas e tosses. Fazer chá das folhas e flores.

Poejo  (Mentha pulegium) Uso: distúrbios digestivos com náuseas e cólicas, resfriados e tosse. Fazer chá.

Sálvia (Salvia officinalis) Uso: para gripe e tosse. Fazer chá.

por Lucia Legan

5158076384_98609f2bc7_b (1)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s